Assistente Operacional Escolar

Assistente operacional escolar: saiba mais sobre esta função e como pode concorrer a uma vaga

O assistente operacional escolar numa escola inclusiva é um agente educativo, não docente, que estabelece uma relação profissional com os seus colegas assistentes, com os docentes, técnicos e também com os pais e/ou encarregados de educação, além dos alunos.

A sua ação diária nos diferentes espaços da escola – os recreios, os corredores, a portaria, o PBX, os espaços abertos, mas também a sala de aula, refletem muito as suas competências profissionais.

Funções Assistente Operacional Escolar

O Assistente Operacional Escolar desempenha um papel crucial no bom funcionamento das instituições de ensino em Portugal. Este profissional é responsável por uma ampla gama de tarefas que contribuem para a manutenção de um ambiente escolar seguro, limpo e organizado, facilitando assim o processo educativo.

  • Apoio à atividade docente: Auxiliar os professores na organização da sala de aula, preparação de materiais e atividades, acompanhamento dos alunos, entre outras tarefas.
  • Manutenção e limpeza das instalações: Assegurar a limpeza e higiene das salas de aula, corredores, refeitórios e outras áreas da escola.
  • Vigilância dos alunos: Garantir a segurança dos alunos durante o recreio, entradas e saídas da escola, e outros momentos.
  • Apoio ao refeitório: Os assistentes operacionais escolas ajudam na distribuição de refeições, organização do refeitório e limpeza do espaço.
  • Outras tarefas: Auxiliar na organização de eventos escolares, transporte de alunos, apoio a alunos com necessidades especiais, entre outras.

O apoio à atividade docente é uma das Funções Assistente Operacional Escolar em Portugal, contribuindo significativamente para a eficácia e eficiência do processo educativo. Este apoio manifesta-se de diversas maneiras, aliviando a carga administrativa e logística dos professores e permitindo-lhes concentrar-se no ensino e na aprendizagem dos alunos.

Uma das formas mais evidentes de apoio é a preparação e organização de materiais didáticos. Os assistentes operacionais são responsáveis por garantir que os materiais necessários para as aulas estejam prontos e disponíveis. Isto pode incluir a montagem de equipamentos audiovisuais, a distribuição de livros e cadernos, e a preparação de salas para atividades específicas, como laboratórios ou oficinas.

Além disso, os assistentes operacionais ajudam na supervisão dos alunos, especialmente durante os intervalos e nas transições entre aulas. Esta supervisão é essencial para manter a ordem e a disciplina, garantindo que os alunos se desloquem de forma segura e organizada. Ao cuidar dessas tarefas, os assistentes operacionais permitem que os professores aproveitem melhor o seu tempo e se concentrem nas atividades pedagógicas.

O apoio administrativo também é uma parte importante do trabalho dos assistentes operacionais. Eles auxiliam na organização de documentos, manutenção de registos e na comunicação interna, facilitando a gestão do dia-a-dia escolar. Este suporte administrativo ajuda a aliviar a carga burocrática sobre os professores, permitindo-lhes dedicar mais tempo ao planeamento e à implementação das aulas.

Os assistentes operacionais desempenham ainda um papel crucial no acolhimento e integração de alunos com necessidades especiais, oferecendo suporte individualizado e garantindo que estes alunos tenham as condições necessárias para participar plenamente nas atividades escolares. Este apoio é essencial para promover uma educação inclusiva e equitativa.

Por fim, a colaboração estreita com os professores é fundamental para criar um ambiente educativo harmonioso e eficiente. Os assistentes operacionais trabalham em conjunto com os docentes, partilhando informações relevantes sobre os alunos e coordenando esforços para resolver problemas que possam surgir. Esta parceria fortalece a comunidade escolar e contribui para um ambiente de aprendizagem positivo e produtivo.

Assistente operacional escolar: saiba tudo sobre esta profissão

Requisitos para esta profissão

Para ser Assistente Operacional Escolar, os requisitos mínimos são habitualmente:

  • Idade mínima: 18 anos
  • Habilitações literárias: 12º ano de escolaridade ou equivalente
  • Capacidade física e mental para o exercício das funções
  • Ausência de impedimentos para o exercício de funções públicas

Formação:

Embora não seja obrigatória, a formação em áreas como Educação, Serviço Social ou Auxiliar de Ação Educativa pode ser vantajosa para o desempenho das funções.

Concursos públicos:

O recrutamento de Assistentes Operacionais Escolares é realizado através de concursos públicos. Os concursos são publicados em plataformas como a Bolsa de Emprego Público (BEP) e também divulgados nos sites ou placards dos respetivos agrupamentos escolares.

Salário:

O salário de um assistente operacional escolas varia consoante a sua experiência profissional, o seu nível de escolaridade e a entidade empregadora. O salário base situa-se entre os 695€ e os 1004€.

Carreira:

A carreira de Assistente Operacional Escolar é uma carreira com boas perspectivas de progressão. Os Assistentes Operacionais podem progredir na carreira através da obtenção de formação específica e da acumulação de experiência profissional.

Vale a pena ser um Assistente Operacional Escolar?

Se vale a pena ser um Assistente Operacional Escolar depende das suas expectativas e objetivos profissionais.

Vantagens:

  • Estabilidade no emprego: A função de Assistente Operacional Escolar é uma função pública com contrato de trabalho sem termo.
  • Segurança social: Os Assistentes Operacionais têm direito a todos os benefícios da segurança social, como subsídio de doença, subsídio de férias e aposentação.
  • Horário de trabalho: O horário de trabalho dos Assistentes Operacionais é geralmente compatível com a vida familiar.
  • Possibilidade de progressão na carreira: Os Assistentes Operacionais podem progredir na carreira através da obtenção de formação específica e da acumulação de experiência profissional.
  • Contribuição para a comunidade: Os Assistentes Operacionais desempenham um papel importante na educação e desenvolvimento das crianças.

Desvantagens:

  • Salário: O salário dos Assistentes Operacionais é relativamente baixo.
  • Condições de trabalho: As condições de trabalho podem ser exigentes, com longas horas de trabalho e contacto com crianças com necessidades especiais.
  • Falta de reconhecimento: O trabalho dos Assistentes Operacionais nem sempre é devidamente reconhecido.

Em última análise, a decisão de se tornar Assistente Operacional Escolar é pessoal.

Recomendamos que pondere os seguintes fatores antes de tomar uma decisão:

  • Os seus interesses e motivações: Gosta de trabalhar com crianças? Tem interesse em educação?
  • As suas expectativas profissionais: Procura um emprego estável com benefícios sociais? Pretende progredir na carreira?
  • As suas capacidades e competências: Tem capacidade para lidar com tarefas repetitivas? Tem boa capacidade de comunicação?

Também pode ser útil conversar com Assistentes Operacionais em exercício para obter mais informações sobre a profissão.

Qual é regulamento jurídico do Assistente Operacional Escolar?

O regulamento jurídico do Assistente Operacional Escolar está definido em diversos diplomas legais, dos quais se destacam:

1. Decreto-Lei n.º 139/2012, de 27 de julho:

  • Estabelece o regime jurídico do pessoal não docente da Administração Pública, incluindo os assistentes operacionais.
  • Define os direitos e deveres dos assistentes operacionais, as suas funções, o regime de recrutamento e mobilidade, a avaliação de desempenho, a progressão na carreira e o regime de aposentação.

2. Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho:

  • Regulamenta o regime de recrutamento para a Administração Pública, incluindo os concursos públicos para assistentes operacionais.
  • Define os requisitos de candidatura, as provas de seleção e a forma de classificação dos candidatos.

3. Portaria n.º 180/2018, de 13 de agosto:

  • Aprova o mapa de carreira e respetivas tabelas salariais do pessoal não docente da Administração Pública, incluindo os assistentes operacionais.
  • Define os níveis remuneratórios e as progressões na carreira dos assistentes operacionais.

4. Código do Trabalho:

  • Aplica-se subsidiariamente ao regime jurídico dos assistentes operacionais, no que respeita aos seus direitos e deveres como trabalhadores.

Saiba mais sobre como pode concorrer para assistente operacional escolar em concursos públicos abertos para escolas.

Conheça outras oportunidades e vagas para os concursos de recrutamento função pública e para o recrutamento professores e siga também a nossa página Facebook para saber sempre as novidades e empregos mais recentes.

Deslocar para o topo